Renovação Carismática Católica – Arquidiocese de Belo Horizonte

Lucas relata, no primeiro capítulo dos Atos dos Apóstolos, a instrução dada por Jesus aos seus discípulos: “E comendo com eles, ordenou-lhes que não se afastassem de Jerusalém, mas que esperassem o cumprimento da promessa de seu Pai, que ouvistes, disse ele, da minha boca; porque João batizou na água, mas vós sereis batizados no Espírito Santo daqui há poucos dias.” (At 1, 4-5). Eles ficaram aguardando e, no quinquagésimo dia, aconteceu o cumprimento da promessa, relatada no segundo capítulo dos Atos dos Apóstolos: “Chegando o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar. De repente, veio do céu um ruído, como se soprasse um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados.” Assim a Igreja nascente ganha vigor e se espalha por todo o mundo “até os confins da terra” (At 2, 1-2).

Elena Guerra nasceu em 23 de Junho de 1835 em Lucca, faleceu em 11 de Abril de 1914 e foi beatificada pelo Papa João XXIII em 26 de Abril de 1959. Sentindo-se chamada para difundir a devoção ao Espírito Santo, Elena Guerra publicou dezenas de pequenos livretos e decidiu ir diretamente ao Papa Leão XIII, a fim de que a Igreja redescobrisse a ação e o operar do Espírito Santo de Deus. Ela pedia, também, que fosse rezado, diariamente, o Rosário do Espírito Santo. Após ler suas cartas o Papa Leão XIII escreveu três artigos sobre o Espírito Santo. O breve Provvida Matris Charitate, de 5 de Maio de 1895, a encíclica Divinum Illud Munus, de 9 de maio de 1897, e a exortação Ad fovendum in Cristiano populo, de 1902 foram a resposta do Papa às cartas de Elena Guerra e representam um momento importante no desenvolvimento da Doutrina Católica sobre o Divino Espírito Santo.

No dia 11 de Outubro de 1962, o Papa João XXIII, na conclusão do discurso de abertura solene do concílio ecumênico Vaticano II disse textualmente: “Pode dizer-se que o céu e a terra se unem na celebração do Concílio: os santos do céu, para proteger o nosso trabalho; os fiéis da terra, continuando a rezar a Deus; e vós, fiéis às inspirações do Espírito Santo, para procurardes que o trabalho comum corresponda às esperanças e às necessidades dos vários povos. Isto requer da vossa parte serenidade de espírito, concórdia fraterna, moderação nos projetos, dignidade nas discussões e prudência nas deliberações.”

Nos dias 17,18 e 19 de Fevereiro de 1967, sexta feira à noite sábado e domingo, 25 jovens universitários fizeram um retiro de fim de semana na universidade de Duquesne (Pittsburgh – Pensilvânia – EUA.). Nesse retiro, esses jovens fizeram a experiência do Batismo no Espírito Santo, sentindo um revigoramento da Fé. Naquele momento não podiam imaginar que ali nascia a Renovação Carismática Católica que rapidamente se espalharia pelo mundo inteiro.

Em 1973 o sopro do Espírito Santo repousava sobre o povo de Deus, impulsionando homens e mulheres a seguirem em missão em Belo Horizonte. Precisamente em fevereiro, estavam em reunião membros do Cursilho da Cristandade na Capela do Colégio São José no Bairro Floresta em Belo Horizonte. Neste momento adentrou o local o padre Eduardo Dougherty – SJ, fundador da Associação do Senhor Jesus, localizada na cidade de Campinas no interior paulista.

Padre Eduardo testemunhou durante o intervalo sobre uma experiência de oração vivida em uma Universidade norte americana de Duquesne, que lhe concedeu um novo vigor em sua fé pelo poder do Espírito Santo.

Naquele dia de 1973 estavam presentes algumas religiosas da Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte que fizeram o convite à oração pelos doentes. Na semana seguinte exatamente numa quarta-feira, vários membros se dirigiram a Capela da Santa Casa onde havia um grande número de pessoas enfermas em cadeiras de rodas.  Naquele momento semearam a palavra de Deus retirada do livro do profeta Isaías e logo em seguida oraram por cada doente naquele local. A partir daquele momento surgia o Grupo de Oração da Santa Casa de Misericórdia, um dos primeiros Grupos de Oração da RCC em BH. No decorrer dos anos, muitos frequentadores daquele grupo, beberam da espiritualidade da Renovação Carismática e levaram para várias paróquias da cidade.

Na mesma época em que se originou o grupo de oração da Santa Casa, a Experiência de Oração, realizada em um retiro no Cenáculo, em Venda Nova, também deu origem a diversos Grupos de oração, que hoje constituem a RCC-BH.

A Renovação Carismática Católica na Arquidiocese de Belo Horizonte hoje está organizada em quatro Regiões Episcopais, divididas em 34 foranias e conta com 448 Grupos de Oração devidamente registrados e outros em fase de implantação; existem ainda comunidades de vida e de aliança ligadas ao movimento, grupos de oração e de partilha em ambientes de trabalho (os Grupos de Oração no Trabalho (GOT) e os Grupos de Profissionais do Reino (GPR)) e os Grupos de Oração Universitários (GOU). Os Ministérios de Comunicação Social, Crianças, Cura e Libertação, Fé e Política, Formação, Intercessão, Jovem, Música e Artes, Pregação, Seminaristas e Universidades Renovadas estão implantados e caminham para a consolidação. Existe uma comissão de formação que visa à articulação ministerial procurando fazer com que os ministérios sejam implantados em todas as instâncias do movimento na Arquidiocese e também que interajam entre si com a finalidade de uma melhor compreensão de todos.

A Nossa Missão é evangelizar com renovado ardor missionário, a partir da experiência do Batismo no Espírito Santo, para fazer discípulos de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Nossa Visão é tornar o Espírito Santo mais conhecido, amado e adorado, difundindo a espiritualidade e a Cultura de Pentecostes a partir do Grupo de Oração. O Grupo de Oração é a célula fundamental da Renovação Carismática Católica; é o lugar da expectativa e, ao mesmo tempo, da realização da promessa perene de Deus; é cenáculo de Pentecostes dos dias atuais, onde juntamente com Maria nos reunimos em humildade e unânime oração, para que se cumpra a promessa feita tanto para os homens de ontem, quanto para os de hoje: “… acontecerá que derramarei o meu Espírito sobre todo ser vivo” (Joel 3,1a). O objetivo do Grupo de Oração é levar os participantes a experimentar o pentecostes pessoal, a crescer e chegar à maturidade da vida cristã plena do Espírito, segundo os desejos de Jesus.

A RCC da Arquidiocese de BH busca na articulação Ministerial, fazer com que todos os ministérios sejam implantados em­ todas as inst­âncias do Movimento a fim de garantir a interação entre si e buscando os valores da nossa Identidade como­ Vida no Espírito, Senhorio de Jesus, Conversão, Vida Sacramental e de Oração, Testemunho de Santidade, Discipulado, Prática dos Carismas, Amor a Palavra, Unidade, Profissão de Fé e Devoção Mariana.

Fontes: – Orientações para a RCCBRASIL – APOSTILA 1- Identidade da RCC

Powered by themekiller.com