Restaurando o profetismo no Grupo de Oração

O pregador Moisés Rocha começou contando um pouco a história do surgimento da RCC. A Igreja Católica foi fundada por Jesus há 2000 anos. Ela é de Jesus. As portas do inverno nunca prevaleceram sobre a Igreja (ref. Mt. 16,18).

Nos anos de 1962- 1965 foi realizado o Concílio Vaticano II. Em sua abertura o Papa Paulo VI utilizou o termo “aggiornamento” é um termo italiano, que significa “atualização” com o objetivo de “fomentar a vida cristã entre os fiéis, adaptar melhor às necessidades do nosso tempo as instituições susceptíveis de mudança, promover tudo o que pode ajudar à união de todos os crentes em Cristo, e fortalecer o que pode contribuir para chamar a todos ao seio da Igreja” (ref. Sacrosanctum Concilium, n. 1) São 4 palavras que resumem o aggiornamento:

• Radicalidade: voltar às raízes.
• Profecia: voltar a profetizar, nortear os encontros com esse dom.
• Verdade: a verdade os libertará
• Protagonismo leigo: hoje o leigo participa mais do que antigamente, antes a missa era ministrada em latim, ninguém entendia nada, ela era assistida, hoje todos participam da missa.

“Os leigos têm o dever e gozam do direito, individualmente ou agrupados em associações, de trabalhar para que a mensagem divina da salvação seja conhecida e recebida por todos os homens e por toda a terra. Este dever é ainda mais urgente quando só por eles podem os homens receber o Evangelho e conhecer Cristo”. (ref. CIC Parágrafo 900)

Em 1965 o Papa Paulo VI pede ao Espírito Santo para confirmar essas mudanças. Já em 1977 nasce a RCC. Somos a resposta do Espírito Santo de Deus. Paulo II diz a RCC é resposta ao apelo do Concilio Vaticano II. Graças a RCC e as comunidades, o Espírito Santo permanece na Igreja. A partir do nascimento da RCC apareceram mais diáconos, músicos, CDs, arte, dança, evangeliza show. Mais recente o Papa Francisco diz que é necessário uma Igreja em Saída.

A RCC veio preencher os 4 requisitos do “aggiornamento” (radicalidade, profecia, escuta da verdade e o protagonismo leigo). Veio também para abrir o caminho, como João Batista fez, abriu o caminho para a chegada de Jesus. Conversões aconteceram, pois João pregava a verdade avassaladora, não tinha medo de evangelizar. Hoje a RCC precisa ser como João Batista.

Compartilhe



Powered by themekiller.com